Agenersa anuncia novo regulamento para GN no Rio de Janeiro

No último dia 18 de junho, a Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa) anunciou a nova regulamentação do setor de gás natural do Estado. Entre outras medidas, a Agenersa mudou os padrões de determinam consumidores livres e liberou auto importadores para que construam seu próprio duto, para depois conectá-los ao sistema já existente. Hoje, é considerado consumidor livre quem usa 100 mil m³ por dia. Com a mudança, o cliente será consumidor livre a partir do consumo de 10 mil m³ diários. 

Espera-se que o preço final do energético seja reduzido. Segundo o site da Naturgy, antiga CEG, a tarifa do gás natural residencial varia de R$ 6,05 a R$ 10,01 o m³. No caso de comercial, esse valor vai de R$ 5,08 a R$ 5,91.

No último dia 24, foi anunciada a Resolução CNPE 16, com as diretrizes para a implementação do Novo Mercado de Gás. A Resolução é uma proposta para ampliar a competição no setor de gás, mas especialistas menos entusiastas do mercado duvidam do interesse das empresas privadas de investir em gás natural, já que há um problema de falta de demanda firme pelo produto e uma necessidade premente de construção de infraestrutura, o que, em última instância, afeta negativamente o preço do GN para o consumidor final, colocando em xeque sua viabilidade e a competitividade do combustível.

Clique aqui para ler a regulamentação.

Com informações do Jornal O Dia

Imagem: Agenersa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.